A importância e as características de um bom plano de negócio

Empreender é cada vez mais a palavra de ordem na vida de muitos brasileiros, portanto, nada melhor do que entender como funciona um plano de negócio antes de começar. E se você já é um empreendedor, continue a leitura, este artigo vai te ajudar a rever a estratégia do seu negócio e ajustar as velas para onde os ventos estiverem mais favoráveis ao seu negócio

 

plano-de-negocio-marketing

 

Partamos do item mais básico: saiba o que é seu negócio, qual é seu perfil como empreendedor e a missão a ser cumprida por meio de seus produtos ou serviços.

Com isso muito claro em mente, pegue papel e caneta e escreva em letras garrafais a palavra METAS. O que você, enquanto empreendedor, busca?

Trace quais serão os objetivos em curto e médio prazos, porque todo o seu planejamento financeiro e gerenciamento de tarefas a serem executadas deverão se basear nessas metas, em função delas. A dica aqui é: coloque tudo, mas tudo mesmo, no papel.

Conhecendo seus clientes e o mercado
Já sabe quem você é enquanto empreendedor? Delimitou todas as suas metas em curto e médio prazos? Então, parta para outra etapa importantíssima: a definição de quem são seus clientes. Quem são eles? O que fazem, onde moram, qual o grau de escolaridade, a faixa etária? Para isso, apoie-se em pesquisas quantitativas e qualitativas, questionários e entrevistas são ideias para conhecer seus futuros clientes.

A longo de tais descobertas você com certeza vai se deparar com os motivos que levam seus clientes à compra em si. Com essas informações em mãos, é chegada a hora de conhecer seus concorrentes diretos e indiretos. A partir da coleta de tais dados você precisará traçar os diferenciais competitivos do seu negócio.

Como sua marca será vista
Conhecendo a fundo seus concorrentes e o que de diferente você vai oferecer no mercado, é preciso definir pelo que seus clientes reconhecerão sua marca. Pela agilidade de entrega? A qualidade e a personalização do atendimento? Preços mais competitivos? Preocupação em ouvir os clientes? A partir daí será possível fazer a estratégia de marketing, a fim de que esses valores sejam transmitidos por meio dele.
Esse reconhecimento de marca também deve ser levado em consideração no momento de criar campanhas promocionais e até no de investir em determinadas áreas para atingir os objetivos traçados lá no começo.

– Com a mão na massa
Abaixo está uma lista resumida do que não pode faltar no seu plano de negócio:

– Sumário Executivo
Em no máximo duas páginas, crie um resumo do seu negócio com informações e detalhes que façam o leitor avaliar de maneira rápida sua empresa, os planos financeiros e os futuros.

– Análise de mercado
Nesse item você apresenta um panorama do mercado em que sua empresa vai atuar, para que se conheça de perto o ambiente onde seu serviço ou produto estarão. Aqui você deve entender quem são seus clientes e seus concorrentes.

– Plano de Marketing
Aqui você precisa definir como seu produto ou serviço será apresentado no mercado, qual será o preço ou quais serão os preços e, claro, de que maneira sua empresa vai promovê-lo.

– Plano Operacional
Neste momento do plano de negócio é preciso esclarecer tanto como será a estrutura física da sua empresa quanto hierárquica. É preciso estabelecer a quantidade de funcionários e quais suas funções.

– Plano Financeiro
Nesta etapa, você precisa prever as receitas e estabelecer se elas são suficientes para permitir a realização do projeto de sua futura empresa.

– Construção de cenários
Aqui você vai elencar as possíveis tendências para as quais seu negócio está apontando e quais acontecimentos futuros podem influenciar sua empresa. Saiba quais são os aspectos fora de seu controle (macroambiente) e aqueles que você pode controlar (microambiente).

– Avaliação estratégica
Quais as forças e fraquezas da sua empresa? Como está o cenário interno do país ou região onde você vai atuar? E o externo? Quais são as oportunidades para o seu negócio e as ameaças a ele? Neste item, você precisa responder a essas perguntas.

– Avaliação do Plano de Negócio
Analise tudo o que já foi traçado até aqui e veja se há pontos a serem melhorados ou complementados com mais informações.

– Roteiro para coleta de informações
No último passo defina como você reunirá as informações sobre seus futuros clientes e de seus atuais concorrentes, diretos e indiretos, no mercado.
Elaborar um plano de negócio é complexo e dá trabalho, mas o esforço vale a pena, pois sua empresa terá um início calcado em estratégias estudadas, noção completa da situação do mercado e as informações essenciais que seu produto ou serviço gere impacto.
Mas pensar em todo esse escopo pode ficar mais fácil com a ajuda de uma empresa especializada em comunicação e estratégia, como a Agência DPI.

Compartilhe:

Comentários